Sobre


Oi! Sou a Daniela Guedes, mas podem me chamar de Dani, acho que quando me chamam de “Daniela” parece que estou levando bronca (hahaha). Nasci no coração do estado de Goiás, em uma cidadezinha pequenininha e histórica chamada Goiás (cidade de Cora Coralina). Vim ao mundo em um lindo domingo de carnaval, às 18:15 do dia 14 de fevereiro de 1988. Sou uma aquariana, com ascendente em leão e lua em capricórnio.
Mamãe é caçula de 8 irmãos, e já estava com um casamento arranjado quando conheceu meu pai, um mineiro que veio a trabalho para o estado de Goiás e não resistiu aos encantos daquela linda morena de cabelos longos e negros. Pelo relacionamento dos dois não ter sido aprovado por minha avó, os dois fugiram e após sua benção, os dois se uniram em matrimônio.
Quando nasci meus pais moravam em um barracão de dois cômodos e passei ai alguns anos de minha vida, até papai e mamãe juntos levantaram os outros cômodos de nossa casa. Aos quatro anos, ganhei uma irmãzinha, e nossa situação financeira ainda era bem ruim, passamos por muitas dificuldades, mas apesar de tudo, minha infância foi feliz. Vivia na rua com meus primos, subindo em arvore, correndo pelo mato, soltando pipa, brincando, caindo, com joelhos ralados.
Guardo muitas lembranças felizes de minha infância, os bolinhos fritos que vovó fazia, os chás, os benzimentos... Fui cercada de muito amor sempre. Quando estava pra completar meus 13 anos, fui presenteada com outra irmã, nossa caçulinha, e nessa época nossa situação financeira já havia melhorado.
Com quase 19 anos me mudei para outra cidade, fui com a cara e a coragem morar sozinha, no começo foi bem difícil, uma menina do meio do mato ter que sair debaixo das asas da mãe e se aventurar sozinha foi muito complicado, mas ao mesmo tempo muito aproveitador.  Aprendi muitas coisas, vivi muitas outras, amei, chorei, sorri , dancei...
Tenho um amor imenso pelos animais, de todos os tipos, não só cãezinhos fofos, mas repteis, anfíbios, insetos e tudo mais (exceto lagartas, elas são aterrorizantes). Sou do interior, cresci no campo, no meio dos bichos, banhando em rio (no raso porque não sei nadar haha). Fui adotada por incontáveis peludinhos, que me transformaram em mãezinha dele. Acho que sou um pouco diferente (muiito diferente) da maioria das meninas que escrevem por esse vasto mundo da blogosfera, mas que graça teria ser igual a todos?
Aos 28 anos fui presenteada com um anjo lindo que Deus possibilitou crescer em meu ventre, ser mãe do príncipe João Manoel me fez crescer como mulher de uma forma que jamais imaginei, e descobrir um amor que não fazia ideia de quanto seria intenso.


Hoje olho para trás sem nenhum arrependimento, olho para trás com orgulho do caminho percorrido, e olho para frente para o longo caminho ainda a ser percorrido.
E quanto ao blog, o nome veio da música de Biquíni Cavadão, que praticamente foi minha trilha sonora na época da adolescência (todos meus amigos cantavam pra mim haha). Sou apaixonada pelas palavras, adoro escrever, e com isso veio a ideia de criar algo onde pudesse compartilhar minhas idéias, conhecer pessoas, fazer novas amizades, contar histórias, mostrar minhas fotografias, meus gostos... Isso aqui foi criado para ser um pequeno “pais das maravilhas”, sem nenhuma pretensão grandiosa. Agora que não somos mais completos estranhos, que tal me acompanhar nos outros cantinhos? Segue essa azulzinha aqui no instagram, facebook, twitter, snap (eu.daniguedes) e não esqueça de se inscreverem no canal, assim vão sempre ver as “doidurinhas” dessa pessoa que vos escreve, e sem contar que vou ficar bastante feliz em ver cada um de vocês por lá.


Sejam todos muito bem vindos, a casa é de vocês.



Tecnologia do Blogger.

Flickr

IMG_20151001_062835108_HDR

Já curtiu?